Em meio à crise, Toyota inaugura fábrica de motores

Em meio à crise econômica nacional, a Toyota inaugurou no mês de junho, sua fábrica de motores em Porto Feliz (SP), a primeira da empresa na América Latina. O complexo, construído em um terreno de 872.500 m² com um investimento de R$ 508 milhões, deve produzir 108 mil motores por ano para as versões hatch e sedã do compacto Etios, produzido em Sorocaba (SP).

Serão produzidos propulsores de 1.3 e 1.5 litro, lançados junto com a linha 2017 do Etios. Na comparação com os antigos motores, de mesma cilindrada, estes passam a contar com duplo comando variável de válvulas e eliminam a necessidade do tanquinho auxiliar.

O Etios produzido em Sorocaba com os motores de Porto Feliz é comercializado no mercado brasileiro e exportado para Argentina, Paraguai e Uruguai.

Fábrica flexível

Os planos parecem ser ambiciosos para a fábrica em Porto Feliz. A estrutura foi construída de forma flexível, permitindo a ampliação para acompanhar a demanda dos consumidores. “Se o mercado crescer, a nossa fábrica pode ser expandida para construir diferentes motores”, afirmou o CEO da Toyota para América Latina e Caribe, Steve St. Angelo.

Um dos motores que são cotados para nacionalização é o de 2 litros utilizado no Corolla, sedã que tem aparecido com frequência entre os mais vendidos do Brasil.

A fábrica também é a primeira a abrigar – em um único local – os três processos industriais da empresa, sendo fundição, usinagem e montagem. A planta também abriga um laboratório para realização de testes de bancada.

Apesar disso, os discursos de representantes da empresa deixaram claro que a Toyota, mesmo realizando investimentos no país, só vai “tirar o pé do freio” quando a economia nacional acelerar. “Nós estamos confiantes na recuperação do Brasil. A chave para isso é que empresas, fornecedores, sindicatos e governos trabalhando juntos”, concluiu o SEO.

Deixe uma resposta