Dicas para manter seu carro com aspecto de novo

Não há nada melhor que um carro recém-saído da concessionária: a pintura impecável, o interior limpo, a direção suave e aquele cheirinho de novo. Depois de um tempo, a sensação de novidade passa, mas o prazer que os pequenos detalhes que um veículo novo nos trazem devem continuar. E a melhor forma de fazer isso é tendo todos os cuidados com ele.

Segundo Osman Martins, gerente de manutenção da Hertz, a boa conservação do carro se deve a duas práticas: realizar as manutenções necessárias periodicamente, conforme orienta a montadora, e praticar uma condução segura, que não exceda os limites do veículo.

Aparência de novo

Mas não é só o funcionamento do carro que precisa de atenção. Sua aparência também é importante para dar ao motorista a sensação de estar dirigindo um carro novo. No caso de uma locadora de veículos como a Hertz, ela é essencial para a satisfação dos clientes.

Segundo Denis Noto, da Best Garage, empresa especializada em estética automotiva, a boa conservação da pintura exige a proteção de ações externas. “A própria cera já é um passo importante, que evita o desgaste causado por sol, chuva ácida, neblina e outros agentes que podem danificar a pintura”, explica Noto. Ele ainda lembra que esse material tem durabilidade de um a dois meses, e que as pinturas sólidas exigem mais cuidado que as perolizadas ou metálicas. “Além disso, é preciso fazer as manutenções preventivas e evitar deixar o veículo exposto a ações externas, que deixam sua aparência envelhecida. Em cidades litorâneas, esse cuidado deve ser redobrado”, completa.

Para quem quer ir mais além, existem processos que deixam a aparência do carro como nova, como a cristalização, o espelhamento e a vitrificação da pintura.

A lavagem e higienização do carro também devem ter precauções especiais, já que é imprescindível utilizar materiais próprios para automóveis, mesmo para a limpeza dos vidros. “É importante também verificar se o local que você escolhe para a lavagem do seu carro é capacitado para esse serviço. Produtos químicos não recomendados, como querosene ou óleo diesel, podem danificar o veículo com o tempo. Sabão em pó e detergente deixam manchas. Além disso, a secagem deve ser feita com panos de microfibra, rodo de silicone ou um soprador”, aconselha.

A limpeza do motor também gera muitas dúvidas, mas o principal cuidado é com os métodos usados. “Uma lavadora de alta pressão e produtos químicos não são recomendados, já que atacam as partes de plástico e borracha”, comenta. “O ideal é a limpeza a vapor ou a seco”.

A aspiração e a limpeza nas partes internas das portas fazem muita diferença na aparência do interior do carro. O silicone líquido e alguns outros produtos não devem ser utilizados por ressecarem e danificarem o plástico. Já os estofados devem ser higienizados uma vez por ano, frequência que deve ser menor caso o motorista ande com crianças ou algum animal de estimação.

Deixe uma resposta