3 ª Copa NGK de Futebol
é realizada no RJ

timecampeaoNo dia 26 de novembro, a NGK realizou sua terceira copa de futebol no Rio de Janeiro. A exemplo do sucesso que foram as edições anteriores, mais uma vez o evento contou com a participação de diversos distribuidores e varejistas que puderam interagir e confraternizar, além de compartilhar impressões sobre o mercado. Ao todo foram mais de 160 convidados presentes. O Brasil Peças, como tem sido desde a criação do evento em 2014, cobriu com exclusividade o encontro.
Em um clima amistoso, interagiram gestores e funcionários de importantes integrantes do mercado de autopeças como Comdip, Araújo Cunha, Altese, Lupi e outras mais. A inciativa da NGK acabou sendo uma forma de reunir fornecedores e clientes, além de concorrentes em uma confraternização após um difícil ano.

Nada disso seria possível não fosse a iniciativa de Alfavili Ribeiro, responsável técnico de vendas da NGK no Rio de Janeiro e mentor do evento. O profissional organizou as primeiras edições e agora conta com o apoio integral da empresa para a realização de mais edições. Ao que tudo indica, o evento se torna parte do calendário anual da Reposição no Rio, podendo até ser expandido para outras capitais em breve.

Quem marcou presençapessoal-2

Durante a 3ª Copa NGK de Futebol, o Brasil Peças aproveitou e conversou com alguns dos representantes das empresas que marcaram presença no evento.

Fernando de Sousa, gerente geral da Altese Autopeças, elogiou o ambiente no setor de reposição e aproveitou para agradecer a NGK pela confraternização que une os amigos do mercado de autopeças. “É um evento importante para unir, tirar qualquer ideia sobre uma rivalidade, que é algo que não existe no mercado de autopeças. E nem pode existir. O que há é uma concorrência saudável e essa interação ajuda a manter esse clima”.
Para Célio Dutra, gerente de vendas da Car Central, apesar do ano atípico, o mercado de reposição automotiva não foi o mais sacrificado ao longo de 2016. “A crise existiu e a crise existe. Nós vivemos da diferença e a diferença nesse mercado, quem fez saiu na frente. Dentro de tudo que se passou ao longo do ano, 2016 ainda foi bom para o setor de autopeças”, afirmou Célio.

Quem também pensa assim é Pedrão, da JVC Distribuidora. Para ele, “dentro do nosso segmento não houve muito espaço para queda. Especialmente para mim, que comecei há pouco tempo com a distribuição, há uma tendência de eu não sentir muito isso. Eu venho em uma crescente que se manteve graças ao apoio de quem me apoiou, os lojistas principalmente”. Ele também comentou sobre a inciativa da NGK ao realizar o evento. “Queria parabenizar também pelo evento, que continua crescendo cada vez mais”, finalizou.

A Comdip, distribuidora de peças que foi representada por seu supervisor de vendas, Roney de Louback, também não reclama de 2016. “A Comdip está alcançando todos os números projetados. Começamos a sentir alguma coisa por conta de inadimplência, mas os números de vendas estão satisfatórios”, afirmou Roney que aproveitou para comentar sobre o encontro promovido pela NGK. “É um evento sempre muito bem falado, só tenho a parabenizar”.
Abílio Junior, diretor da Guto Autopeças e Marcos Brito, diretor da Lupi Autopeças foram outros que parabenizaram a iniciativa de Alfavili e da NGK. Os dois também marcaram presença nas edições anteriores da Copa NGK de Futebol.

 

ngk

O torneio de futebol

Foram nove equipes participantes e cada equipe teve uma letra sorteada por seus representantes e a que escolheu a última letra disponível (i) “folgou” na primeira rodada. Os vencedores se enfrentaram e o perdedor de melhor saldo de gols enfrentou a equipe descansada. Nos dois jogos envolvendo os quatro vencedores da primeira rodada, o vitorioso que teve maior saldo de gols passou direto à final. O que venceu, mas com saldo pior, enfrentou em uma nova rodada o vitorioso do confronto entre a equipe que folgou na primeira rodada e aquela que veio da repescagem.

Solidariedade

O evento também serviu para arrecadar alimentos a serem distribuídos para caridade. Apesar de não ser obrigatório, os convidados foram orientados a levar alimentos não perecíveis para serem doados e o total recebido foi encaminhado à instituições que cuidam de pessoas necessitadas. Quase 60 kg foram doados.

Deixe uma resposta