Nakata inova com “Tudo azul” durante a AUTOMEC 2017

Fabricante tem investido na marca e na ampliação de portfólio com novos linhas de produtos.

Simpatia, proximidade e compromisso são os atributos que a Nakata tem como objetivo ao longo de toda a sua trajetória de mais de 60 anos no Brasil. É desta forma que a marca, que montou um estande exclusivo, garante forte presença institucional se apresentou na Automec 2017, entre os dias 25 e 29 de abril, no Expo São Paulo, localizado na capital paulista. Os valores que mostram o posicionamento da empresa estiveram em evidência ao longo da Feira, inclusive o uniforme de toda a equipe comercial da empresa, que atua no Brasil inteiro, teve o slogan “Nakata, Tudo azul por você”.

 A proposta foi criar um ambiente propício ao relacionamento com o público de forma bem interativa em espaço aberto e receptivo. A marca, que vem ampliando portfólio com constantes lançamentos de itens e novas linhas de componentes, mostra toda a sua força no aftermarket. “Estamos de braços abertos para receber os visitantes durante a feira de um jeito especial que a Nakata tem para se relacionar com o mercado. Isso faz parte de toda a história que a marca construiu ao longo de décadas e que hoje é reconhecida pela simpatia, proximidade e segurança”, traduziu Sabrina Carbone, Gerente de Marketing da Nakata, ainda durante a AUTOMEC.

Segundo Sergio Montagnoli, Diretor de Vendas e Marketing, a empresa não parou de investir na marca e no desenvolvimento de produtos para atender as mais diferentes necessidades do mercado, procurando lançar itens dos modelos recém-chegados, incluindo nacionais e importados. “É preciso inovar. A reposição oferece oportunidades, mas só aproveita quem trabalhou e buscou soluções para ter a peça certa, com qualidade e condições competitivas”, aponta o Montagnoli.

A empresa apresentará lançamentos em componentes undercar e transmissão para todos os segmentos: leve, pesados e motocicletas. “Para crescer na reposição, a empresa deve ter visão de longo prazo e manter o relacionamento com os clientes, entender e suprir a demanda da melhor forma possível. Afinal, toda a cadeia busca a satisfação do consumidor final, ou seja, o dono do veículo”, complementa.

Sobre o mercado de forma geral, ele acredita que as perspectivas para 2017 são positivas, principalmente para a linha leve. O segmento pesado depende de uma retomada mais consistente da economia prevista com o advento do agronegócio que prevê safra recorde para este ano.

Deixe uma resposta