Entidades apoiadoras e marcas destacam crescimento e inovação na AUTOMEC

Durante o primeiro dia da 13ª AUTOMEC, 25 de abril, entidades apoiadoras da feira Sindipeças, Sindirepa, Sincopeças e Andap falaram em coletiva de imprensa sobre o mercado brasileiro e perspectivas do segmento de reparos e acessórios para veículos leves e pesados. Em linhas gerais, o setor tem mantido crescimento baseado nas vendas para veículos já circulantes da frota nacional que demandam manutenção. Esse bom momento corrobora com o crescimento de expositores do principal setor da feira, o de “Peças e Sistemas”: 38% a mais do que a última edição do evento, em 2015.
Para Antonio Fiola, presidente do Sindirepa Nacional (Sindicato da Indústria de Reparação de Veículos e Acessórios), “a evolução tecnológica fez o carro quebrar menos e agora exige serviços cada vez mais especializados. Paralelamente, a indústria de reparação anda na contramão da crise das vendas de veículos novos, e na medida em que a indústria demite ou deixa de contratar, surge à nossa disposição melhor mão de obra”.
Elias Mufarej, conselheiro do Sindipeças – Sindicato Nacional da Indústria de Componentes para Veículos Automotores – também apresentou um prognóstico positivo. “Nosso mercado vai girar mais do que no ano passado”, cravou. O representante também adiantou que deve surgir um novo modelo do INOVAR-AUTO a partir de 2018, levando em consideração quatro pilares: eficiência energética, emissões, segurança e conectividade. “A ideia é que estes sejam transformados em itens fundamentais tanto para novos veículos como para veículos existentes”.
Questões tributárias e de segurança também foram comentadas. Rodrigo Carneiro, presidente interino da Andap – Associação Nacional dos Distribuidores de Autopeças apresentou um problema de estoque. “Um terço dos estoques se refere a impostos. Nós queremos pagar impostos, mas não sobre peças ainda não comercializadas”. Para ele, é crucial, também, que se discuta a obrigatoriedade da inspeção veicular. “Investimento em tecnologia e inspeção veicular são pautas que devem ser discutidas. Metade das 40 mil mortes anuais no trânsito são causadas por problemas mecânicos”, adverte.

Tecnologia de pastilha de freio, da Federal-Mogul, usa material reciclado e diminui impacto ambiental

Durante as coletivas de imprensa da Automec 2017, a Federal-Mogul apresentou algumas das novidades de seu portfólio de pastilhas de freio, entre elas, a Ferodo Top Premium, com tecnologia cerâmica. O produto é voltado para veículos premium, nacionais e importados. José Roberto Alves, gerente geral e gerente de planta para o Brasil, contudo, fez questão de frisar que a linha de produtos da companhia é ampla. “Oferecemos linhas completas para todo tipo de carro. Para esta edição da Automec, temos boas expectativas e já fizemos bons contatos durante essa abertura da feira”.

Dana reestabelece contato direto com distribuidores e aposta em lançamento para colecionadores

A Dana, empresa líder no fornecimento de sistemas de transmissão, vedação e gerenciamento térmico para veículos leves, pesados e máquinas chega à AUTOMEC 2017 reestabelecendo canal direto com distribuidores, através de uma rede de representantes. “Precisávamos progredir mais do que o crescimento orgânico do mercado, e esse foi o caminho escolhido”, avaliou o diretor de Vendas da companhia, Carlos Dourado, durante entrevista coletiva.

Deixe uma resposta