4º Painel Asdap reúne mais de 300 participantes para debater sobre Novas Tecnologias

Com uma plateia de cerca de 300 participantes, entre associados, distribuidores, fabricantes, reparadores, representantes comerciais e varejistas, a Asdap – Associação Sul-brasileira dos Distribuidores de Autopeças promoveu, no dia 8 de maio, o 4º Painel Asdap. “Temos que ser criativos, inovadores e, principalmente, inspiradores. Esperamos atingir todos esses objetivos. Aproveitem o máximo que puderem! Busquem ideias novas, conheçam outras pessoas, reinventem-se a partir de amanhã. A realidade social, econômica e política brasileira é totalmente desanimadora. Cabe a nós mesmos mudar o cenário à nossa volta através de uma postura mais ética, responsável e coletiva”, disse Henrique Steffen, presidente da Asdap, em seu pronunciamento. O evento foi realizado na Fiergs, em Porto Alegre (RS).

A primeira parte do encontro contou com quatro painelistas convidados – Carlos Barbosa, diretor comercial da divisão Automotive Aftermarket da Bosch; Flávio Henrique Sakai, diretor sênior de Vendas e Marketing Automotivo da Harman do Brasil; Gerson Luis Ribeiro, gerente Comercial e Marketing Brasil da Master Power; e Ricardo Leptich, CEO da Osram Brasil – para falar sobre essa nova realidade nos seus modelos de negócio, como as empresas têm enfrentado os desafios que se apresentam e os caminhos da inovação que se impõe. Cada um deles respondeu a três perguntas iniciais:

– Como as empresas estão se preparando para essa nova realidade?

– Por que é importante investir no desenvolvimento de novas tecnologias e de que forma a empresa tem feito isso?

– Afinal, quem se arrisca a definir o que é inovação? O que inovar é para vocês?

Logo depois, a plateia teve a oportunidade de encaminhar e esclarecer algumas questões relacionadas a esses e outros assuntos. Por fim, após um curto intervalo, o especialista em marketing e personal trainer de fitness intelectual, Luciano Pires, fez uma palestra a partir do seu ponto de vista sobre a inovação e o significado que essa consciência pode ter no dia a dia das empresas.

Com exemplos simples e divertidos, Pires mostrou como a inovação, tão falada e desejada no mundo dos negócios, está baseada muito mais no processo criativo, na sensibilidade para o diferente, na excepcionalidade da ideia e no sensorial do público-alvo do que em grandes planos que envolvem altos custos. “A mente da gente só guarda aquilo que é criativo, excepcional, único e sensorial. O que não for, ela esquece”, afirmou. Pires deu ênfase também à complementação do plano de negócios, que muitas vezes inova no produto, no processo, no marketing e bota tudo a perder na falta de organização, um item sem visibilidade financeira, mas vital para o resultado final.

“Estamos muito satisfeitos. Praticamente duplicamos o número de participantes do ano passado e já estamos pensando na edição de 2018”, afirmou o presidente da Asdap, anunciando o 5º Painel Asdap para o dia 14 de maio do ano que vem.

Deixe uma resposta