Bosch e Daimler demonstram situações reais de estacionamento autônomo

Estacionamento automatizado e pelo celular – projeto piloto foi lançado no estacionamento do Museu da Mercedes-Benz

Estacionar um carro manualmente é coisa do passado. No estacionamento do Museu da Mercedes Benz, em Stuttgart, a Bosch e a Daimler transformaram o estacionamento autônomo em realidade: através de um comando pelo smartphone, os motoristas agora podem estacionar o carro na vaga escolhida sem precisar controlar as manobras de dentro veículo – e este é mais um marco importante na busca pela direção autônoma.

O projeto piloto no Museu da Mercedes Benz é a primeira solução mundial de infraestrutura baseada para estacionamento totalmente automatizado, seja ele com ou sem motoristas ao volante. A partir de 2018, os visitantes do museu poderão experimentar este conveniente serviço e verificar quanto tempo é possível economizar quando não é preciso procurar uma vaga para estacionar.

“A direção autônoma estará disponível mais rápido do que muitos imaginam. O sistema de estacionamento autônomo no museu demonstra o quanto a tecnologia já está avançada”, afirma o Dr. Michael Hafner, chefe de desenvolvimento de direção autônoma e segurança ativa da Mercedes-Benz. “O uso da infraestrutura inteligente de estacionamento e a conectividade dos veículos nos permitiu fazer o estacionamento totalmente autônomo uma realidade muito antes do esperado”, ressalta Gerhard Steiger, presidente da divisão de Sistema de Chassis da Bosch.

Como um passe de mágica: estacionando e saindo automaticamente

Por meio de um aplicativo para smartphone, qualquer pessoa poderá reservar um carro. A experiência começa a partir do momento em que o veículo se desloca sozinho até o ponto de encontro. A devolução do carro também é simples: o cliente deixa o veículo em uma área determinada da garagem e confirma o ato pelo aplicativo do celular. Uma vez que o sistema inteligente de estacionamento identifica o veículo, o carro dá partida automaticamente e se desloca para a vaga designada.

O serviço de estacionamento autônomo foi possível graças à infraestrutura de estacionamento inteligente oferecida pela Bosch que atuou conjunto com a tecnologia automotiva da Mercedes-Benz. Os sensores instalados na garagem monitoram o corredor e seus arredores enquanto o veículo é guiado, dessa forma o carro converte os comandos com total segurança durante as manobras. Os sensores para a infraestrutura do estacionamento e a tecnologia de comunicação são fornecidas pela Bosch, enquanto a Daimler disponibilizou o estacionamento d o museu e os veículos-piloto. Em conjunto com a Bosch, a empresa definirá a interface da infraestrutura e do veículo e fará as modificações necessárias no software e no sensor.

Primeira aprovação mundial de estacionamento autônomo

O lançamento será seguido por uma fase intensiva de testes. Desde o início, o projeto foi supervisionado por agências locais – autoridade administrativa regional de Sttutgart e o Ministério de Transportes do estado de Baden-Württemberg – além de especialistas da TÜV Rheinland, uma empresa líder em serviços na área de certificação, inspeção, treinamentos e gerenciamento de projetos. O objetivo dessa ação é avaliar a segurança operacional da tecnologia automotiva e do estacionamento autônomo. As autoridades regulatórias deverão emitir a aprovação final antes que o estacionamento autônomo esteja disponível para os clientes – a ideia é que os visitantes utilizarem a funcionalidade pela primeira vez já no início de 2018.

Com isso , a Bosch e a Mercedes-Benz ampliarão o conhecimento de como os usuários lidam com o estacionamento autônomo. O projeto-piloto abrirá ainda caminho para automatização de outros estacionamentos que poderão ser adaptados para a implementação do sistema. Já para os operadores, a tecnologia representará um uso mais eficiente dos locais disponíveis, visto que será possível acomodar até 20% mais veículos.

Deixe uma resposta