Forte aceleração em 2017: aumento de 15,4% das vendas do Groupe PSA

O Groupe PSA vendeu 3.632.3001 veículos em todo o mundo

A ofensiva do plano “Push to Pass” na área dos SUVs intensificou-se e os cinco modelos de SUV lançados nos últimos 18 meses têm um sucesso crescente. Globalmente, os SUVs representaram 23% das vendas do Grupo no final de 2017.

A marca PEUGEOT vendeu cerca de 600 mil SUVs em todo o mundo em 2017 e ocupa o segundo lugar do mercado europeu nesse segmento, com uma elevação de quase 60% em termos de volume.

Com 259.300 SUVs PEUGEOT 3008 vendidos em todo o mundo em 2017, a marca PEUGEOT confirma o sucesso do modelo que foi eleito o “Carro do Ano de 2017” na Europa e premiado 38 vezes no mundo. A PEUGEOT também se beneficia com o sucesso do novo PEUGEOT 5008, lançado em março de 2017, com 85.900 unidades vendidas, e com a boa dinâmica do PEUGEOT 4008 na China, com 51.500 unidades vendidas.

A CITROËN iniciou sua ofensiva de SUVs no outono de 2017, lançando o C5 Aircross na China em setembro e o C3 Aircross na Europa em outubro. Os dois veículos representaram respectivamente cerca de 22.700 e 35.400 vendas em 2017. Eles serão lançados em escala mundial em 2018.

No final de fevereiro de 2017, a DS Automobiles apresentou o seu primeiro SUV, o DS 7 CROSSBACK e lançou as reservas on-line da série especial La Première. Em outubro, a marca lançou sua rede exclusiva, ao mesmo tempo em que abriu os pedidos para todas as versões da gama. As primeiras entregas estão programadas a partir de fevereiro de 2018.

Em 2017, a OPEL e VAUXHALL racionalizaram seus canais de distribuição de acordo com o plano de recuperação PACE!, e realizaram uma ofensiva histórica em termos de produtos, incluindo dois novos SUVs, o Crossland X e o Grandland X, lançados em maio e setembro passados, com 33.900 e 18.700 unidades vendidas, respectivamente.

Em 2017, o Groupe PSA registrou um recorde histórico de vendas de VULs, com 476.500 unidades, em alta de 15% em comparação com 2016. Se forem consideradas as derivações de veículos de passeio (PEUGEOT Traveller e CITROËN SpaceTourer, por exemplo), o número de unidades vendidas pelo Grupo em 2017 passa para 658.000.

Na Europa, com as marcas PEUGEOT e CITROËN, o Grupo reforçou sua liderança com 20,2% do mercado VUL (+1,3 ponto de participação no mercado) e captou mais de 50% do crescimento do mercado europeu de VUL, graças aos novos PEUGEOT Expert e CITROËN Jumpy.

Fora da Europa, a ofensiva do Grupo na área dos VULs obteve seus primeiros sucessos: na Eurásia, as vendas cresceram 55% antes da produção local dos novos PEUGEOT Expert e CITROËN Jumpy no primeiro semestre de 2018, e na América Latina o crescimento foi de 13%, com uma gama de produtos renovados e uma oferta completa de serviços em 2018.

Europa: nascimento de um Campeão!

Na Europa, as vendas do Grupo totalizaram 2.378.600 unidades, representando um acréscimo de cerca de 450 mil veículos em relação a 2016 (+23,2%), dos quais 376.400 veículos vendidos pelas marcas Opel e Vauxhall desde 1º de agosto de 2017.                                                                             A participação Grupo no mercado progrediu nos principais países em que opera, com exceção do Reino Unido e, pela primeira vez desde 2010, houve um crescimento de 0,3 ponto na participação no mercado (11,1%) considerando-se apenas o perímetro PEUGEOT, CITROËN e DS.

Além do crescimento das vendas de SUVs e VULs, o Grupo também se beneficiou com o sucesso dos lançamentos do PEUGEOT 308 (166 mil unidades vendidas), do CITROËN C3 (217 mil unidades vendidas), do OPEL Insignia nas versões Sports Tourer, Grand Sport e Country Tourer (totalizando 40.600 unidades vendidas de agosto a dezembro de 2017).

O PEUGEOT 2008 e o OPEL Mokka conseguem, respectivamente, o 2º e o 3º lugar do seu segmento.

A DS Automobiles prossegue o desenvolvimento de sua rede e conta agora com 150 locais dedicados a comercializar o primeiro DS de segunda geração, o DS 7 CROSSBACK.

Oriente Médio e África: crescimento rentável adiantado em relação aos objetivos

As vendas do Grupo na região aumentaram 61,4% na comparação com 2016, com 618.800 unidades, das quais 26.800 unidades para a marca OPEL.

Essa dinâmica é sustentada, entre outros, pelo desenvolvimento do Grupo no Irã (444.600 unidades vendidas em 2017) e pelo crescimento das vendas na Turquia, em Israel e nos DOM (departamentos ultramarinos). A participação global do Grupo no mercado da região foi de 11,6%, em progressão constante desde 2015, em linha com o objetivo do plano “Push to Pass” (vender 700 mil veículos até 2021).

O Groupe PSA leva adiante sua ofensiva de produto na região, com os bem-sucedidos lançamentos do novo CITROËN C3 (“Carro Urbano do Ano” em Israel), do novo SUV PEUGEOT 3008 (“Carro Familiar do Ano” na África do Sul e “Carro do Ano” em Israel) e da nova PEUGEOT Pick-Up, que marca o retorno histórico da marca a esse segmento.

A OPEL está em plena ofensiva de produto na região com os lançamentos recentes dos novos Insignia e Crossland X, e do novo Grandland X, previsto para o início de 2018.

Para a marca DS, 2017 é o ano da construção da rede de concessionários na região antes do lançamento comercial do DS 7 CROSSBACK nos próximos meses.

O ano de 2017 também foi marcado pelo lançamento industrial e comercial do SUV PEUGEOT 2008 no Irã e, para a CITROËN, pela criação da joint-venture iraniana com a SAIPA na fábrica de Kashan. O Grupo prosseguiu seu desenvolvimento industrial com o lançamento da pedra fundamental da fábrica de Kenitra, no Marrocos, o início da produção local no Quênia e na Etiópia e a assinatura de um protocolo de acordo para a implantação de uma nova fábrica em Orã, na Argélia.

China – Sudeste Asiático: primeiros sinais de recuperação comercial

Em um ambiente econômico difícil, o Grupo vendeu 387 mil veículos na China e no Sudeste Asiático. Dando os primeiros sinais de recuperação comercial, o Grupo registrou um crescimento de suas vendas mensais a partir de julho e um aumento da participação no mercado no segundo semestre de 0,3 ponto em relação ao primeiro semestre. O sucesso da gama de SUVs se deve aos lançamentos bem-sucedidos em 2017 dos PEUGEOT 4008 e 5008 e do CITROËN C5 Aircross. Vale ressaltar que o Novo PEUGEOT 308 e os CITROËN C5 e C6 registram volumes estáveis em relação a 2016, embora pertençam a um segmento de mercado em retração.

No Sudeste Asiático, o Groupe PSA acelerou seu desenvolvimento, particularmente no Vietnã, com o sucesso do lançamento dos SUVs PEUGEOT 3008 e 5008, que a partir de agora são produzidos localmente na fábrica de THACO, em Chulai, apenas nove meses depois da assinatura do novo acordo de montagem.

Em junho passado, o Groupe PSA assinou um acordo reforçando sua colaboração com a ChangAn Automobile e que estabelece bases sólidas para acelerar o desenvolvimento da marca DS. Apresentado no Salão do Automóvel de Xangai, o DS 7 CROSSBACK será comercializado a partir do próximo Salão do Automóvel de Pequim.

América Latina: recuperação confirmada, com 206.300 unidades vendidas, em alta de 12,2%

As vendas da PEUGEOT cresceram 11,1%, com uma excelente dinâmica na maioria dos mercados da região. Os lançamentos dos SUVs PEUGEOT 3008 e 5008 foram um verdadeiro sucesso em todos os países, com vendas acima da meta. O recente lançamento no Brasil e na Argentina do PEUGEOT Expert, produzido no Uruguai, também é muito promissor.

As vendas da CITROËN cresceram 13,8% na maioria dos mercados da região. No Chile, por exemplo, o crescimento foi de 47% graças ao notável sucesso do novo CITROËN C3 e aos bons resultados obtidos no segmento dos VULs, especialmente com o Berlingo. O CITROËN Jumpy, produzido no Uruguai e comercializado no Brasil e na Argentina, teve uma boa aceitação e promete ser um sucesso comercial em 2018.

A DS Automobiles registrou um aumento de 21,6% de suas vendas, impulsionado pelos resultados na Argentina. Nesse país, a marca é a quarta colocada no mercado de automóveis premium graças ao DS 3, que lidera sua categoria pelo quarto ano consecutivo. A marca DS abriu duas DS STORES no final de 2017, acelera o desenvolvimento da rede em 2018, e lançará o DS 7 CROSSBACK nos próximos meses.

Índia – Pacífico: 26.100 carros vendidos e um crescimento de 31% antes do início das atividades comerciais na Índia em 2020 

No Japão, o Grupo registrou um crescimento de 20% e obteve seu melhor desempenho em mais de 20 anos. A recuperação comercial na Austrália e na Nova Zelândia está em andamento, com dois novos importadores e vendas que praticamente triplicaram em relação a 2016. As vendas nos TOM (Territórios Ultramarinos) do Pacífico continuam a progredir (+40%) e a Coreia obteve um desempenho comparável ao de 2016.

A marca PEUGEOT contribuiu amplamente para esse resultado, com um crescimento de 37% das vendas, impulsionado pelos lançamentos bem-sucedidos dos PEUGEOT 3008 e 5008.

A marca CITROËN também registrou uma forte alta de 36%, graças ao sucesso do Novo C3.

A marca DS prossegue sua construção na região. No Japão, o DS 7 CROSSBACK teve uma excelente aceitação no Salão do Automóvel de Tóquio. A DS Automobiles abriu três DS STORES e DS SALONS e dará seguimento ao desenvolvimento de sua rede em 2018.

Eurásia: alta de 45% das vendas, acima da dinâmica do mercado automotivo

O Grupo progrediu nos principais mercados da região, na Rússia (+38%) e na Ucrânia (+62%), totalizando 15.200 unidades vendidas.

As vendas do Novo SUV PEUGEOT 3008 estão em nítida progressão em relação à geração anterior, representando 21% dos volumes da marca, o que levou a um aumento dos volumes de 50,7%. A dinâmica das vendas do CITROËN Grand C4 Picasso (+126%), particularmente no B2B, também contribuiu para o forte crescimento de 33,4% das vendas da CITROËN na região.

No segmento dos VUL, as vendas do Groupe PSA cresceram 55%. Com a produção local dos PEUGEOT Expert e Traveller e dos CITROËN Jumpy e SpaceTourer em Kaluga, na Rússia, a partir de 2018, o Grupo deve poder acelerar ainda mais o crescimento de suas vendas na Eurásia.

Jean-Philippe Imparato, CEO da marca PEUGEOT: “O ano de 2017 foi excepcional, com recordes em resultados para a PEUGEOT. Nosso objetivo de dois milhões de veículos vendidos foi alcançado graças ao sucesso de nossas gamas de SUVs e de veículos utilitários, complementado pelo sólido desempenho de nossos tradicionais hatchbacks 208 e novo 308. A marca avançou em termos de volume e de participação no mercado em cinco das seis regiões. A PEUGEOT realizou com sucesso sua subida de gama e deu continuidade à sua internacionalização, com vendas fora da Europa que passam a representar 45% do total mundial. ”

Linda Jackson, CEO da marca CITROËN: “O ano de 2017 ilustrou a dinâmica promovida pela nova ofensiva de produto da CITROËN: foi o primeiro ano cheio para o Novo C3, o Novo Jumpy e o SpaceTourer. Foi também o ano de lançamento dos SUVs C3 Aircross na Europa e C5 Aircross na China. Resultados: na Europa, conseguimos um recorde de vendas em seis anos e recuperamos participação no mercado tanto no segmento de veículos de passeio como no de VUL. Fora da China, nossas vendas internacionais registraram um crescimento de 7,5%! Possuímos todos os trunfos necessários para prosseguir e ampliar essa dinâmica comercial em 2018, graças à dimensão internacional de nossos últimos lançamentos e também graças a novos lançamentos importantes. Visite-nos no Salão de Genebra para mais informações! ”

Yves Bonnefont, CEO da DS Automobiles: “O ano de 2017 marcou uma etapa decisiva para a construção da marca DS, com a abertura dos pedidos do DS 7 CROSSBACK, o primeiro DS de segunda geração, o lançamento da rede exclusiva DS e a implantação do ‘Only You’. Estamos executando como previsto nosso plano estratégico mundial. ”

Peter Küspert, Vice-Presidente Executivo de Vendas, Marketing e Pós-venda da OPEL/VAUXHALL: “O ano de 2017 foi de transição para a OPEL/VAUXHALL, com uma ofensiva sem precedentes que nos permitirá dispor de uma gama jovem em 2018, presente em todos os principais segmentos, especialmente com a família X: Mokka X, Crossland X e Grandland X, complementando o Insignia GSi, o Corsa GSi e o novo Combo. ”

 

Deixe uma resposta