Anfavea aposta em crescimento de 11,7% nas vendas em 2018

Fabricantes repetem concessionários em aposta mais otimista

Após o fechamento das vendas de veículos em alta de 9,2% no confronto de 2017 contra o fraco 2016, registrando assim o primeiro resultado positivo após quatro anos seguidos de baixas, a associação dos fabricantes, a Anfavea, decidiu aumentar um pouco o otimismo, com projeção de nova expansão de 11,7% em 2018, porcentual quase igual ao previsto um dia antes pela Fenabrave, que reúne concessionários.

Não por acaso, a Anfavea justifica seu otimismo lastreada nas mesmas expectativas da Fenabrave. “A conjuntura macroeconômica indica cenário otimista, pois a inflação em baixa, câmbio estável e expectativa de crescimento do PIB em torno de 3% possibilitam a retomada da confiança do consumidor e do investidor”, avalia Antonio Megale, presidente da Anfavea. “Mesmo sendo um ano de eleições e com uma reforma previdenciária a ser aprovada, 2018 deve seguir rumo crescente na economia e na indústria automobilística”, pondera.

A entidade estima que o total de emplacamentos este ano seja de 2,5 milhões de automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus, ou 260 mil unidades a mais do que os 2,24 milhões emplacados em 2017. Para atingir essa projeção, o mercado brasileiro terá de consumir, na média, 208 mil veículos/mês, número que ao longo de 2017 só foi superado duas vezes, em agosto (216,5 mil) e dezembro (212,6 mil). Megale avalia que esse desempenho é possível. Ele lembra que a entidade sempre divulga o cenário mais conservador, que já leva em conta a possível interferência da política na economia. “Isso já aconteceu no ano passado, quando divulgamos estimativa de crescimento de 7,3% e fechamos com 9,2%. Esse é um erro que gostamos de cometer”, disse.

 

Fonte: AB News

Deixe uma resposta