Previsto para este mês Programa oficial que contempla indústria 4.0

Há expectativa no setor que, ainda neste mês de março, o governo anuncie um pacote de incentivos para viabilizar a migração de fábricas para o conceito indústria 4.0 – a quarta revolução industrial. O documento deve ser apresentado durante o Fórum Econômico Mundial, em São Paulo, e traz diretrizes que tratam de desoneração de componentes eletrônicos e criação de linhas de crédito para aquisição de equipamentos.

O desenvolvimento do pacote segue em reta final, segundo a ABDI, a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial, que participou do planejamento junto com o MDIC, Ministério do Desenvolvimento, Comércio Exterior e Serviços, e representantes de áreas da indústria, como é o caso do setor automotivo. Segundo o ministério participam da construção do programa desde o ano passado a Anfavea, o Sindipeças e vários sindicatos.

No que diz respeito às linhas de crédito a ABDI disse que as empresas que solicitarem recursos passarão por avaliação do nível de automação que possuem. Estudos produzidos pelo governo apontam que até 5% das fábricas brasileiras já adotam conceitos da indústria 4.0.

O assunto tem sido tratado pelas fabricantes de veículos como prioridade por ser ferramenta para incrementar os volumes de exportações e pode, também, pavimentar a assinatura de novos acordos bilaterais que favoreçam a cadeia automotiva. O Rota 2030, a política que deve substituir o Inovar-Auto, expirado em dezembro, representa para o setor uma forma de acelerar a evolução das linhas de produção no País e, por isso, deverá contemplar mecanismos que beneficiem a adoção de novas tecnologias ligadas à produção.

 

Deixe uma resposta