Balança comercial de autopeças tem resultados positivos

Balança comercial autopeças

As exportações de autopeças totalizaram US$ 635,9 milhões em dezembro, o que representou incremento de 8,4% em relação a dezembro de 2016 e de 3,5% em comparação ao mês imediatamente anterior. Em comparação com a série histórica, dezembro registrou o melhor desempenho desde 2014, mostrando sinais de que as exportações estão caminhando para um processo de crescimento após a crise.

Mesmo com expressa parcela sendo feita intercompany, é necessário ressaltar que as exportações de autopeças crescem a dois dígitos desde junho na comparação interanual. Entre junho e dezembro, as vendas apresentaram crescimento médio de 19,4% frente a igual período de 2016.

Pelo lado das importações, contabilizaram-se aquisições de US$ 942,2 milhões em dezembro, resultado muito próximo ao de dezembro de 2016, variação de -0,002%. Já em relação ao mês imediatamente anterior, houve retração de 16,3% devido a fatores sazonais. Com as exportações em alta, o déficit comercial apresentou reversão ao longo de 2017 em relação a 2016 desde abril, quando passou de 40,2% no acumulado do primeiro trimestre para 1,5% no encerramento do ano, em US$ 5,3 bilhões.

Quando o recorte geográfico é utilizado, nota-se que as exportações de 2017 superaram os resultados de 2016 nos principais parceiros comerciais – aqueles que representam mais de 70% do total. A expansão das vendas atingiu 21,6% na Argentina; 14,8% nos EUA; 3,2% no México; 6,5% na Holanda; 10,3% na Alemanha e 17,6% no Chile. Mesmo a Turquia, décimo nono destino das nossas exportações, duplicou as aquisições dos fabricantes brasileiros. Com base nas informações do ministério, identificam-se apenas dois países, dentro da seleção dos vinte principais destinos, em que houve redução das vendas no ano: Tailândia (-14,2%) e Suécia (-12,8%).

Do lado das importações, é notória a ascensão da China, México e Coreia do Sul dentre os principais mercados de origem das aquisições de autopeças. Embora os volumes sejam menores, não se pode desconsiderar o crescimento das importações provenientes da Índia (26,2%); Paraguai (60,9%) e República Tcheca (29,8%).

Os vinte principais mercados de exportações do setor, cuja representatividade atingiu 91,4% do total, acumularam vendas de US$ 6,8 bilhões em 2017. Por sua vez, os vinte principais países de origem das importações de autopeças somaram US$ 11,9 bilhões (93,6% do total) em 2017. Pode-se notar que o mercado internacional de autopeças prossegue altamente concentrado, ainda mais do que foi contabilizado em 2016.

2 thoughts on “Balança comercial de autopeças tem resultados positivos”

Deixe uma resposta