Autopeças atingem 73% da capacidade instalada

As fabricantes brasileiras de autopeças atingiram em fevereiro 73% de utilização da capacidade instalada, o maior índice registrado desde fevereiro de 2014. A melhora decorre do aumento da produção automotiva, motivada pelo crescimento do mercado interno e das exportações. No período recente, o pior momento ocorreu em julho de 2016, quando a utilização da capacidade instalada baixou para apenas 49%.

Por causa da maior ocupação, o emprego nacional no setor cresceu 9,7% em fevereiro sobre igual mês do ano passado e 8,7% no primeiro bimestre na comparação interanual. Os números foram divulgados pelo Sindicato Nacional da Indústria de Componentes para Veículos Automotores (Sindipeças).

Neste primeiro bimestre, o faturamento das fabricantes de autopeças cresceu 26,9% sobre iguais meses de 2017. As vendas às montadoras aumentaram 28,2%.

As exportações em dólares cresceram 33,5% e as vendas ao mercado de reposição também tiveram alta significativa, de 15,2%. Os dados do Sindipeças foram elaborados a partir de informações fornecidas por 60 empresas associadas que respondem por 36,2% do faturamento do setor.

Deixe uma resposta