Condução inadequada pode aumentar em até 75% o consumo de combustível

Um estudo realizado pela Cobli, startup especializada em melhorar a gestão de frotas, telemetria e roteirização – revelou uma das principais variáveis que impactam no consumo de combustível dos veículos.

De acordo com o levantamento, que analisou dados compilados de cerca de 340 mil quilômetros rodados por veículos leves (todos 1.0) e pesados, quanto maior o tempo que o condutor passa variando a velocidade, ou seja, sem manter uma velocidade constante, maior será o gasto de combustível.

Ainda segundo a pesquisa esse comportamento gera em média um consumo de combustível 40% maior nos veículos pesados, podendo chegar a 75% em casos extremos. Já nos veículos leves, o consumo a mais pode ser em média de 30% a 50%.

“Imagine um comportamento totalmente oposto do piloto automático, que mantém o veículo com uma velocidade constante sem necessidade de intervenção do condutor. Na prática, motoristas que aceleram e desaceleram com mais frequência têm o pior consumo de combustível”, explica Rodrigo Mourad, sócio da empresa.

Sobre Rodrigo Mourad

Graduado em Engenharia Mecânica há cinco anos pela Escola de Engenharia Mauá, Rodrigo Mourad foi consultor na Bain&Co, analista de Infraestrutura e Transportes no Morgan Stanley e professor de Modelos Determinísticos aplicados à Pesquisa Operacional. Em 2015, junto com o sócio e CEO, Parker Treacy, desenvolveu a Cobli que por meio de inteligência artificial auxilia frotas a serem mais eficientes.

Deixe uma resposta