Varejo tem queda de 25% na Copa

varejo-prejuízo-finanças

O varejo, como um todo, sofreu um prejuízo significativo registrando queda nas vendas de 25%, no dia do primeiro jogo do Brasil (17 de junho, domingo), de acordo com um levantamento feito pela Cielo. A maior parte das lojas tiveram que fechar durante o período da partida e reabrir após o final da competição.

Até mesmo os bares e restaurantes, que normalmente faturam com o campeonato, registraram queda nas vendas. No domingo, dia 17/6, esse número chegou a -35,4% e na sexta, dia 22/6, a -13,2%. Situação semelhante foi vivida no último jogo, contra a Bélgica, na sexta, 6/7.

Principalmente para as pequenas e médias empresas, que já são 99% dos 6,4 milhões de estabelecimentos do Brasil (de acordo com o Sebrae), essa queda no movimento foi bem sentida e pode causar um sério dano no faturamento do mês. “Esse prejuízo dificilmente será recuperado pois, no caso do varejo, a venda se faz no dia”, explica Rodrigo Martins, criador e CEO da startup Via que oferece uma plataforma de gestão para pequenas e médias empresas. “O que um cliente deixou de consumir na sexta não será adquirido em dobro no sábado”, exemplifica.

Ainda de acordo com Martins, uma dica para as PME’s tentarem diminuir esse prejuízo é aumentar o controle de custo, fazendo uma análise de todas as contas da empresa, para ver onde é possível economizar.

Deixe uma resposta