Banco Central mantém Selic no menor nível da história

Pela sexta vez consecutiva, o Banco Central manteve a taxa básica de juros (Selic) inalterada em 6,5% ao ano, o menor nível histórico. A decisão foi tomada na última reunião do ano, em dezembro, por unanimidade. O próximo encontro será somente em fevereiro haverá em nova reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), grupo formado pela diretoria do BC.

Banco Central – Queda da Selic

Segundo o comunicado divulgado após a decisão, a inflação continua em níveis apropriados ou confortáveis. O texto lembra que o mercado financeiro projeta um cenário otimista para o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) nos próximos anos, sempre com a taxa dentro da meta perseguida pelo Banco Central.

Para o Banco, a economia brasileira também tem melhorado e mostra uma recuperação gradual. Afirma também que a continuidade das reformas econômicas é essencial para a inflação continuar baixa no médio e longo prazos.

Para o Banco, a economia brasileira também tem melhorado e mostra uma recuperação gradual. Afirma também que a continuidade das reformas econômicas é essencial para a inflação continuar baixa no médio e longo prazos.Para o Banco, a economia brasileira também tem melhorado e mostra uma recuperação gradual. Afirma também que a continuidade das reformas econômicas é essencial para a inflação continuar baixa no médio e longo prazos.Para o Banco, a economia brasileira também tem melhorado e mostra uma recuperação gradual. Afirma também que a continuidade das reformas econômicas é essencial para a inflação continuar baixa no médio e longo prazos.Para o Banco, a economia brasileira também tem melhorado e mostra uma recuperação gradual. Afirma também que a continuidade das reformas econômicas é essencial para a inflação continuar baixa no médio e longo prazos.

1 Trackback / Pingback

  1. Mercado projeta inflação menor e PIB maior - Jornal Brasil Peças

Comentários não permitidos.