Cresce número de compras em sites estrangeiros

381
sites-nacionais-internacionais-gráficos-consumidores-produtos

Pesquisa realizada pela PayPal, em parceria com a Ipsos, mostra que 52% dos consumidores online brasileiros compraram apenas em sites nacionais entre março de 2017 e março de 2018. Em 2016, o mercado doméstico era preferência de 55% dos clientes

Já o índice de consumidores de lojas brasileiras e internacionais pulou de 37% para 40% no período. A apuração mostra ainda que 8% dos internautas brasileiros só usaram e-commerces de fora do país.

Dos usuários que já fazem compras online, 45% acreditam que seus gastos no comércio eletrônico aumentarão nos próximos anos. As principais razões devem-se pela conveniência de compra (63%); mudança no rendimento disponível (46%); mais plataformas de e-commerce disponíveis (32%); e mudanças na economia (25%).

Os usuários que pretendem gastar menos defendem que planejam guardar mais dinheiro (48%); preocupações com as mudanças da economia (38%); mudança no rendimento disponível (35%); e mudanças nas taxas de câmbio (9%).

 

China e Estados Unidos

 

Nesse sentido, 46% dos internautas alegaram buscar sites chineses para descobrir novos produtos. O número baixa para 34% quando se trata de empresas nos Estados Unidos.

China e EUA são dois dos países mais relevantes no e-commerce cross-border mundial. A Ásia representa 35% das compras cross-border entre os brasileiros, e a América do Norte, 21%.

Já Europa e Américas do Sul e Central representam baixa representatividade entre as compras (o primeiro 9% e o segundo 5%). Para o executivo, as razões podem estar ligadas a pouca variedade de produtos ofertados nesses mercados e a menor capacidade competitiva com as demais potências.

Diante do crescimento do interesse dos brasileiros nos e-commerces chineses, 89% dos consumidores que já compraram do país disseram ter motivação nos baixos preços oferecidos.

O dado se repete com relação ao mercado norte-americano, com 75% das respostas. No entanto, 49% dos internautas responderam que buscam os e-commerces estadunidenses pela melhor qualidade dos produtos ofertados.

Setores-alvo dos brasileiros no e-commerce

 

Segundo a pesquisa, o macro setor de roupas, calçados e acessórios é o mais comprado por usuários brasileiros, tanto em sites nacionais quanto internacionais, com 65% e 60% das respostas respectivamente.

E as coincidências acabam por aí. Isso porque as demais categorias, tanto no mercado doméstico quanto de sites estrangeiros, se diferem entre si.

Fonte: E-Commerce Brasil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.