Fiesp: É preciso prudência na condução dos juros para não interromper a retomada econômica

O Copom decidiu aumentar a Taxa Selic em 0,75 ponto percentual em relação ao patamar anterior, atingindo 4,25% ao ano, nesta quarta-feira (16/06).

O PIB mostrou bom desempenho no 1º trimestre do ano e animou as expectativas para um crescimento acima de 5,5% neste ano. Porém, um aumento excessivo dos juros em um cenário de recuperação econômica ainda não plenamente consolidada pode prejudicar o processo de retomada do crescimento econômico do Brasil.

É preciso prudência na condução das taxas de juros para que consigamos manter uma retomada sustentável, com recuperação do emprego e da renda, deixando para trás os efeitos negativos da pandemia.

Paulo Skaf, Presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo () e do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp).

retomada econômica

Federação das Indústrias do Estado de São Paulo – Fiesp
Assessoria de Jornalismo Institucional