Novas legislações reduzirão formação de ozônio

formação do ozônio

Os veículos a combustão, sejam eles de ciclo Otto ou Diesel, são os maiores responsáveis pela emissão de gases poluentes na atmosfera. A favor da melhoria da qualidade do ar, o Conama (Conselho Nacional do Meio Ambiente), aprovou novas Resoluções do Proconve (Programa de Controle da Poluição do Ar para Veículos Automotores), estabelecendo a fase P8, para veículos comerciais pesados, assim como L7 e L8, voltadas aos leves de passageiros e comerciais.

 Além da redução da emissão de Monóxido de Carbono (CO) e material particulado, a atual prioridade para melhorar a qualidade do ar está ligada principalmente à diminuição da formação de ozônio na baixa atmosfera, que ocorre a partir da combinação das emissões de óxidos de nitrogênio (NOx) e de hidrocarbonetos (HC ou combustível não queimado) exalados por veículos pesados e leves, respectivamente. Entre os efeitos causados à saúde pela formação do ozônio na baixa atmosfera estão: problemas respiratórios (asma e bronquite), cardiovasculares, enfisema e redução da expectativa de vida, assim como danos à vegetação, aos materiais e pinturas.

“Este é um grande salto da indústria automotiva nacional em favor do meio ambiente e da melhora da qualidade do ar no país. A aprovação da nova legislação envolveu o empenho de diversas associações, em conjunto com a indústria, que proporcionará também um avanço tecnológico considerável em nossa frota de veículos”, afirma Elcio Luiz Farah, diretor adjunto da Afeevas.

4 Trackbacks / Pingbacks

  1. Isenção de IPI para veículos está na pauta da Comissão de Meio Ambiente - Jornal Brasil Peças
  2. Dia do combate à poluição: como seria a qualidade do ar sem os catalisadores automotivos? - Jornal Brasil Peças
  3. Produção de árvores para indústria é tema de palestra na Abrafiltros - Jornal Brasil Peças
  4. AEA entrega XIII Prêmio de Meio Ambiente - Jornal Brasil Peças

Comentários não permitidos.