Opala: O 1º Chevrolet de passeio

2
40
Opala-primeiro-Chevrolet de passeio

Dezenove de novembro de 1968 é a data de nascimento do Opala, inaugurando no Brasil a gama de veículos de passeio da Chevrolet, que até então só comercializava utilitários e caminhões.

Em 50 anos, o Opala chegou a ser o carro nacional de status mais elevado, popular entre empresários, artistas, executivos e políticos. No fim da vida, foi engolido por modelos importados, muito mais modernos, potentes, luxuosos e equipados. Perto do fim da vida, caiu num certo esquecimento, e até viatura da polícia virou.

Apesar de aposentado há quase três décadas, seu último ano de fabricação no Brasil foi em 1992, o Opalão continua movimentando uma legião de fãs e, por isso mesmo, é facilmente encontrado à venda por preços bem salgados. Em uma rápida pesquisa é fácil encontrar modelos perto ou acima dos R$ 100 mil. Para se ter ideia, tem modelo a venda por R$ 199 mil. Isso mesmo, não é erro de digitação, tem Opala de mais de quase duzentos mil reais!

São muitos modelos que caíram no gosto do brasileiro, mas alguns chamaram mais a atenção. O Opala Comodoro, o SS e o SS4 são exemplos que fizeram a alegria de seus donos na década de 70.


                 Companhia norte-americana desde 1929). Da costela do Rekord então o Opala                                            nasceu, apenas com faróis, lanternas e gama de motores próprios.

Origem

Até o lançamento do Opala, no final de 1968, a General Motors do Brasil apenas oferecia caminhões e utilitários. Um carro de passeio era demanda urgente, mas como resolvê-la? Importar modelos da Chevrolet? Fabricar localmente? E em qual segmento esse novo automóvel, inicialmente chamado de Projeto 676, se encaixaria.

Após destrinchar todos os tipos de estudos de viabilidade (industrial, comercial, mercadológica, logística etc), a diretoria da empresa decidiu tomar como base o Opel Rekord, modelo de origem alemã que àquela altura era o primeiro carro global da GM. (Acho que todos já sabem, mas a Opel pertencia à companhia norte-americana desde 1929). Da costela do Rekord então o Opala nasceu, apenas com faróis, lanternas e gama de motores próprios

Opala SS 1974

Principais Modelos 

Esportivos SS e SS4

Lançada em 1971, a versão esportiva SS contava com acabamento diferenciado, como volante de 3 raios, rodas esportivas, painel com conta-giros (com escala até 6 mil rpm) e faixas esportivas com a inscrição SS nos para-lamas, sendo o destaque da versão o então novo motor 4100, bancos individuais e câmbio de 4 marchas no assoalho. No ano seguinte, com o lançamento da carroceria 2 portas, quase todas as unidades SS vieram nesta configuração

Em 1973, com a crise do petróleo, a Chevrolet lançou a versão SS4 do Opala para 1974, com motor de 4 cilindros.

Comodoro

Um dos mais tradicionais e mais buscados até hoje, o Comodoro, lançado em 1975, era uma nova versão de luxo (em substituição a Gran Luxo). A versão trazia diferenciais como o interior com apliques de jacarandá, meio teto de vinil Las Vegas (exclusivo para o modelo coupé) e um filete pintado na linha de cintura da carroceria.

Opala Diplomata 1991

Diplomata

Em 1980 a GM ofereceu ao Opala um novo conceito e uma nova versão top de linha. Contando com uma remodelação mais profunda, assumiu formas mais retangulares nas lanternas dianteiras e traseiras. Embora recebesse uma reformulação externa, o interior do veículo não seria reformulado para 1980, e sim 1981, também com desenho retangular, com exceção do painel de instrumentos, que manteve relógios circulares, junto com um novo volante e novo acabamento. Quanto ao reposicionamento da alavanca do freio de estacionamento, esta viria nos modelos de 1979.

O Diplomata também marcou em sua versão Caravan, derivada do Opala, mas em estilo Station Wagon.

 

Acompanhe um pouco mais sobre a historia dos classicos.

2
Deixe um comentário

Deixe uma resposta

  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of

[…] edição de clássicos deste mês, o Brasil Peças fala de uma versão de um dos carros mais vendidos no Brasil em todos […]

[…] Chevrolet Bolt tem motor exclusivamente elétrico associado ao câmbio automático Electronic Precision Shift […]