Pré-sal deve gerar para o Rio R$ 25 bilhões

274

Valor, do Pré-sal em 10 anos, é o previsto pelo governo com leilões

Otimista com as duas rodadas de licitação do pré-sal, o governo estima que elas vão gerar para o Rio uma receita de R$ 25 bilhões num prazo de dez anos só em impostos e royalties. Serão R$ 2,5 bilhões por ano — o que representa entre 4% e 5% da arrecadação do estado, disse o ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Moreira Franco:

— Esse leilão vai contribuir para que o Rio possa restabelecer um ciclo de crescimento, de geração de emprego e renda e de melhoria na arrecadação.

Das 17 plataformas de exploração de petróleo que serão construídas no Brasil na próxima década, sete ficarão no Rio. Cada uma vai receber investimentos de cerca de R$ 16 bilhões e devem gerar 68 mil empregos diretos. Pelos cálculos do governo, apenas uma plataforma gera R$ 3 bilhões por ano de retorno ao estado em tributos e royalties.

O ministro destacou que toda a cadeia produtiva de óleo e gás no Rio será impactada positivamente. Segundo ele, o turismo de negócios, importante para a economia de municípios como Macaé, também será reativado.

– A nossa expectativa em relação aos leilões é muito positiva — destacou o ministro.

De acordo com dados oficiais, 16 operadores estão habilitados a entrar na disputa, sendo 14 estrangeiros e um participante novato neste tipo de certame. No sistema de partilha, serão ofertados, nas duas rodadas, oito lotes localizados nas bacias de Campos e de Santos.

De acordo com dados oficiais, 16 operadores estão habilitados a entrar na disputa, sendo 14 estrangeiros e um participante novato neste tipo de certame. No sistema de partilha, serão ofertados, nas duas rodadas, oito lotes localizados nas bacias de Campos e de Santos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.