Vantagens e tendências do uso do hidrogênio como combustível

524

A Air Liquide, líder mundial em gases, tecnologias e serviços para a indústria e saúde, destaca o potencial e vantagens do uso do hidrogênio como combustível veicular. Fatores ligados principalmente ao aspecto ambiental, associados também a ganhos em autonomia e maior conforto na condução do veículo, fazem com que projetos para ampliar o uso dessa fonte estejam em desenvolvimento em diversos países.

 O hidrogênio é utilizado para alimentar motores elétricos e pode ser produzido a partir de diversas fontes, como água, gás natural, energia solar, eólica e até mesmo do gás biometano, que pode ser extraído tanto do lixo quanto de outras biomassas, como rejeitos agrícolas. Por essas razões, é considerado um “combustível limpo”, pois ao término de seu ciclo gera apenas vapor de água, eliminando emissões de dióxido e monóxido de carbono, entre outros poluentes.

 Além de limpo, o hidrogênio também é uma fonte de energia renovável, quando as fontes de produção (solar, eólica, hidráulica, biometano etc) são igualmente renováveis. A Air Liquide, inclusive, declarou que 100% de seu hidrogênio utilizado para energia será renovável até 2030.

 Veículos movidos a hidrogênio chegam a ter autonomia superior a 500 quilômetros, com um único abastecimento. Outro diferencial é a sua maior eficiência como meio de acumular e distribuir energia, o que dispensa, inclusive, o uso de baterias. Aliás, o tempo de abastecimento de um veículo movido a hidrogênio varia de 3 a 5 minutos, vantagem significativa frente aos modelos elétricos movidos a bateria, que necessitam de, em média, 40 minutos para a chamada “carga rápida” e mais de 4 horas para a carga completa. O hidrogênio favorece ainda uma condução mais confortável, com ruído mínimo (praticamente “zero”).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.