BNDES assina Declaração de Princípios de Financiamento Responsável

O BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) assinou a Declaração de Princípios de Financiamento Responsável do BRICS, grupo de cinco países emergentes formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul. A assinatura ocorreu na XII Cúpula dos BRICS, realizada na Rússia, com presença virtual dos outros países.

O projeto tem como objetivo principal desenvolver e consolidar um conjunto de princípios comuns e norteadores de financiamento responsável, com medidas padrões socioambientais, de governança integrada e de boas práticas de mercado.

As instituições financeiras de desenvolvimento (IFDs) assumem, também, o acordo de respeito aos direitos humanos e de incentivar os clientes a realizarem acordos amigáveis ao meio ambiente, proporcionando investimentos em capital natural e colaborando para a realização de acordos. Também constam na declaração, soluções digitais sustentáveis e inovadoras que viabilizem crescimento inclusivo de comunidades locais.

“O mundo está mudando, assim como as demandas sociais e ambientais, e é por isso que as IFDs devem adaptar-se de forma ágil. E isto é algo positivo. Essas mudanças estão incentivando bancos, empresas e agentes privados a considerarem benefícios sociais e ambientais em sua atuação e é nosso papel, como IFDs do BRICS, guiá-los e trabalharmos em conjunto para que novas ferramentas e produtos para esse novo mercado sejam criadas”, disse Montezano durante o evento.

BRICS – É o acrônimo para a associação entre Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul, países que compartilham entre si as características de economias emergentes e que pretendem aumentar a influência em questões regionais e globais mediante ação coordenada entre si, em setores como comercio, saúde, investimentos, tecnologia e infraestrutura.

BNDES

As entregas do BNDES para a sociedade, estão alinhadas aos objetivos de desenvolvimento sustentável. Elas também estão comprometidas com o conceito de financiamento responsável, contemplando projetos de saneamento, mobilidade urbana, energias renováveis, saúde, dentre outros.

Fonte: BNDES